Home  |  Pesquisa  |  Site CM Seixal  

Conversas com a Escrita 
Caixa Baixa 

Eduardo Palaio

Conversa à volta de um livro lançado recentemente por um escritor convidado a vir à Biblioteca Municipal do Seixal, acompanhada de uma sessão de autógrafos. Normalmente esta iniciativa decorre no espaço da Galeria Municipal Augusto Cabrita, adjacente à Biblioteca Municipal do Seixal e é aberta à participação do público em geral.

A Biblioteca já recebeu Lídia Jorge, Inês Pedrosa, Mia Couto, Rodrigo Guedes de Carvalho, Urbano Tavares Rodrigues, entre muitos outros.

No dia 4 de abril de 2014, aconteceu mais uma sessão das Conversas com a Escrita, com a apresentação do livro Os Dez de Tânger, de Eduardo Palaio.

A 5 de julho do mesmo ano, celebrou-se a obra literária de Urbano Tavares Rodrigues, com a apresentação a cargo do escritor e crítico literário Domingos Lobo.

 
Urbano Tavares Rodrigues 
Urbano Tavares Rodrigues

Sobre os autores

Eduardo Palaio, nasceu em Sintra, em 1942. Em 1961 iniciou a sua atividade artística, pelo desenho de humor tendo publicado trabalhos, como colaborador, no Mundo Ri, sob a direção de José Vilhena.

Em 1966 expõe pela primeira vez trabalhos de desenho e pintura. Nos anos 1970/1980 retoma o cartoon, publicando regularmente num semanário. Participou nos Salões Nacionais de Caricatura e Desenho de Humor e como convidado em 3 exposições internacionais em Cuba (dedeté –1986/93/98) e no México (1994 e 1998).

Decorador de espaços públicos, é autor de nove murais no Concelho do Seixal. Apresentou nove exposições individuais de pintura de 1982 a 2000 e participou em inúmeras exposições coletivas.

Urbano Tavares Rodrigues (Lisboa, 1923) é hoje reconhecido como um dos mais importantes e profícuos escritores de língua portuguesa, tendo dado à estampa inúmeros títulos ao longo de quase seis décadas.

Ficcionista na área do romance, do conto e da novela, é também poeta, ensaísta e cronista, apresentando uma diversidade de temas e de interesses que o definem como um escritor de grande dimensão humanista.

Do existencialismo ao neo-realismo, da análise pscicológica das personagens à profundidade de leitura e análise sobre a literatura portuguesa, Urbano Tavares Rodrigues revela sempre um apurado sentido das palavras, entre a metáfora e a observação do real, transformando o nosso olhar através de uma consciencialização social que não esquece o valor próprio da imaginação, como se a utopia social e política fosse o espelho de um sonho ou de um desejo de raiz literária.

Consulte o arquivo.

 
Spry Effects Notification mechanism Sample
Skip Navigation Links Ignorar hiperligações de navegação
Biblioteca
FAQs
Ignorar hiperligações de navegação
Documentos
Sugestões Submetidas
Inquéritos
Inquérito Seixal
Listas
Biblioteca
FAQs